25 de Abril – Para quando um novo?


Olhando para trás no tempo e abandonando este mundo insano, pergunto… O que é que nós portugueses aprendemos com séculos de conhecimentos e experiência? O que fizemos ao gene que nos dava o ensejo e ânimo de procurar-mos novos mundos e de realizarmos proezas que poucos ousavam? Onde está o orgulho de sermos ousados e únicos? Onde está a honra de sermos um povo empenhado e trabalhador? Onde estão as facetas que fizeram de nós um ícone mundial? Onde está aquele povo e aquela nação que se uniu para fazer frente ás hordas de invasores de outras nações? Onde está o orgulho de ser-se português?
Lamentavelmente somos um povo anestesiado. No dia em que descobrirmos a força que possuímos, derrubaremos o “polvo” instalado no nosso país, nos nossos lares e nas nossas mentes e passaremos a ter orgulho do que é nosso e a valorizar a Nação Portuguesa.
Derrubar o sistema é pois um imperativo nacional do qual depende a nossa própria existência.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Naturoterapias - Medicinas Tradicionais