O fim do mundo...



O ser humano imerso no seu psiquismo vive alienado pelas fobias, obliterando-se enquanto engenho perfeito da natureza.

A necessidade de posse remete-o para o aspecto mais obscuro da sua mente relevando-o para um nível animalesco como se não houvesse amanhã.

As perturbações emocionais sempre presentes no dia-a-dia de cada um de nós, pelo stress, pela necessidade de ascender social e profissionalmente, pelo esquecimento dos costumes dos nossos antepassados, pelo desapego familiar, pelas convulsões sócio económicas, acabam por definir o ser humano.

O fim da vida, o medo da morte, o medo de viver, o medo das relações, são uma amalgama mental que obstrói o "EU" daquilo que define o ser humano, viver harmonicamente com a natureza e com os demais seres vivos.

Acorda bichano...


O futuro do sexo...

No futuro, em vez de ter de abrir uma embalagem e desenrolar um preservativo antes de fazer sexo poderá ter apenas de aplicar um spray no pénis.
Seja pelas leis ou pelas tecnologias limitadas nesta área, parece que o sexo protegido está a viver uma longa era de latex. Mas isso pode estar a mudar.
Como noticia o site Mic, uma estudante empreendedora do Instituto de Artes em Utica, em Nova Iorque, Michele Chu, realizou um projeto que prevê criativamente um futuro em que vamos realmente ser capazes de aplicar um preservativo em spray.
Chamam-se ‘spray-on condoms’ e são feitos para “servir perfeitamente e funcionam como um os pensos rápidos em spray que existem no mercado”, explicou Michele no perfil do seu projeto no site Packaging Of The World.
Este projeto apresenta ainda um Lover’s kit que inclui várias peças como soutiens e um controlo remoto para melhorar a experiência do consumidor, uma vez que poderá permitir ajustar o preservativo em spray aos “vários efeitos, modos e sabores”.
É importante sublinhar que esta ideia não passa, para já, disso mesmo: uma ideia. Mas claro que com mais investigação, tempo e desenvolvimento poderá, eventualmente, tornar-se realidade.


A garrafa que todos os amantes de cerveja vão querer...

Está à venda na Amazon e custa pouco mais de 22 euros (24,33 dólares).

Chama-se Stainless Steel Growler 2 Go, é um recipiente hermético e permite o transporte de cerveja sem que a qualidade da bebida fique em causa. Interessante, não é?
Este recipiente, divulgado pelo Business Insider, está à venda na Amazon por cerca de 22 euros (24,33 dólares) e promete ser o objeto de eleição de todos os que adoram cerveja, uma das bebidas mais populares do mundo.
Feita de aço inoxidável, esta garrafa é resistente aos mais variados ambientes e ideal para as férias, sejam elas no campo, na praia ou por uma capital mundial. A cerveja fica sempre fresca e intacta, como se nunca tivesse saído da lata ou garrafa original.
Cada uma destas garrafas consegue armazenar mais de 1,5 litros de cerveja e é comercializada em três cores diferentes: preto, cobre e cinzento.


Amanhã é noite de Lua Azul...



Amanhã vai ser possível testemunhar um fenómeno raro, ainda que nada indique uma mudança no céu.

A Lua Azul vai marcar a noite desta sexta-feira e a NASA vai estar atenta. Mas, atenção, a lua não vai mesmo mudar de cor para azul.

Segundo o site especializado em meteorologia e astronomia WDBJ7, o fenómeno designa uma ocorrência de duas luas cheias no mesmo mês.

O nome Lua Azul remonta ao século XVI, já que a observação da lua cheia a olho nu parecia conferir essa cor ao astro.




Atenção ás actualizações no Windows 10 Home...

Com a aproximação do grande dia, que marcará o lançamento do Windows 10, as informações sobre esta nova versão são cada vez mais frequentes. 

Os utilizadores que tiverem o Windows 10 Home não poderão desligar as actualizações.

Depois de vários rumores, ficou agora confirmado que os utilizadores que tenham o Windows 10 Home versão Home não poderão desligar as actualizações. A confirmação está escrita na EULA da Build 10240 onde se pode ler que “Ao aceitar este acordo, o utilizador concorda em receber esses tipos de atualizações automáticas sem qualquer aviso adicional”.



As versões PRO e Enterprise permitirão que o utilizador decida se deverá actualizar ou não o sistema. No entanto, no caso do Windows 10 PRO, a Microsoft apenas dá uma período máxima de 8 meses para que os utilizadores procedam à actualização do sistema. Caso contrário o sistema deixará de receber updates de segurança.

Créditos: pplWare

Caixões por árvores...

Os designer italianos Anna Citelli e Raoul Bretzel criaram o projecto Capsula Mundi, que pretende substituir os normais caixões nos cemitérios por cápsulas biodegradáveis enterradas juntamente com uma árvore.



créditos: Capsula Mundi



Capsula Mundi apresenta-se como a primeira solução para a criação de cemitérios verdes em Itália. Anna Citelli e Raoul Bretzel , os designers que conceberam a ideia, acreditam que as urnas funerárias utilizadas actualmente, feitas em madeira, são um desperdício de recursos naturais.

Como tal, desenvolveram uma cápsula orgânica e biodegradável feita a partir de uma espécie de plástico, e com forma de ovo, onde o falecido é colocado em forma fetal. Depois, a cápsula é plantada na terra como se fosse uma semente, e uma árvore ou uma semente é plantada em cima da urna biodegradável, aproveitando a matéria orgânica gerada pela decomposição da cápsula, dando verdadeiro significado à expressão “ciclo da vida”. 


A árvore pode ser escolhida pela própria pessoa em vida ou pela família e amigos, que cuidarão da planta e manterão a memória do seu familiar viva. “Um cemitério deixará de estar cheio de sepulturas e passará a ser uma floresta sagrada”, pode ler-se no site do projecto. 


Com a sobre população mundial, a dimensão dos cemitérios não pára de crescer, criando um problema de falta de espaço, em particular nos centros urbanos. Várias cidades têm procurado soluções como os cemitérios verticais, sendo que o maior está localizado em Santos, São Paulo. A cápsula vem apresentar uma solução diferente para aqueles que alegam não querer passar a eternidade num caixão. 


Ainda assim, o projecto tem ainda de ultrapassar várias restrições religiosas e jurídicas. Por exemplo, alguns especialistas já levantaram a questão da carga biológica que vai infiltrar-se no subsolo poder contaminá-lo e até afectar lençóis freáticos.



Matemática de mendigo..



Um sinal de trânsito muda de estado, em média, a cada 30 segundos (trinta segundos no vermelho e trinta no verde). Então, a cada minuto um mendigo tem 30 segundos para pedir esmola a 5 motoristas  e receber pelo menos de dois deles € 0,20 e faturar em media pelo menos € 0,40 o que numa hora dará: 60 x 0,40 = €24,00.
  
Se ele trabalhar 8 horas por dia, 25 dias por mês, num mês terá faturado: 25 x 8 x € 24,00 = € 4.800,00.

Será que isso é uma conta maluca?
 
Bom, 24 euros por hora é uma conta bastante razoável para quem está no sinal, uma vez que, quem doa nunca dá somente 20 cêntimos e sim 30, 50 e às  vezes até 1 Euro.

Mas, tudo bem, se ele faturar a metade: € 12,00 por hora terá € 2.400,00 no final do mês.
 
 Ainda assim, quando ele consegue uma moeda de  €1,00 (o que não é raro), ele pode até descansar tranquilo debaixo de uma árvore por mais 9 viradas do sinal de trânsito, sem nenhum chefe para o censurar por causa
disso.

Mas mesmo considerando que é apenas teoria, vamos ao mundo real.
 
De posse destes dados fui entrevistar uma mulher que pede esmolas, e que vejo sempre a trocar os seus rendimentos numa conceituada padaria da Baixa.
 
Então perguntei-lhe quanto ela faturava por dia.
 
Imaginem o que ela respondeu?
 
É isso mesmo, de 120 a 150 euros em média o que dá (25 dias por mês) x 120 = 3.000 e ela disse que não mendiga 8 horas por dia.
 

 
Moral da História:
 

 
É melhor ser mendigo do que estagiário, ou qualquer licenciado desempregado, ou qualquer trabalhador rural, ou por conta de outrem, a receber o ordenado mínimo.

Esforce-se como mendigo e ganhe mais do que qualquer cidadão trabalhador.
 

 Estude a vida toda e peça esmolas; é mais fácil e melhor que arranjar um emprego.

IRS 2015 - Cuidado com a entrega fora de prazo...



Atraso na entrega do IRS em 2015 anula direito às deduções

Bastará entregar a declaração um dia que seja fora do prazo legal para o contribuinte deixar de poder usar a dedução das despesas gerais familiares e dos gastos com saúde, que podem atingir 1.600 euros.

Um atraso, nem que seja de um dia, na entrega da declaração de IRS terá efeitos drásticos no cálculo do imposto, já que não serão tidas em conta as deduções das despesas gerais ...
Em 2015, se falhar a entrega do IRS nem que seja por 1 dia, com a nova fórmula de cálculo do imposto, as suas deduções das despesas gerais familiares ou de saúde já nada valem.

Esta é primeira alteração drástica introduzida pelo Governo, uma vez que até aqui os contribuintes podiam ‘atrasar-se’ até 90 dias, sem perder este benefício fiscal.
Após esse período, a Administração Fiscal emite nota de liquidação oficiosa com base no que tem conhecimento e desclassifica todas as deduções.

A intenção do Governo, explica o Jornal de Negócios desta segunda-feira, é que as deduções só operem se a declaração for entregue no prazo legal.
Para Ana Duarte, especialista da PwC, este regime é “bastante mais apertado do que o que existe actualmente”.

Com esta alteração, explica Ana Duarte, “será muito mais radical e, à partida, a proposta de revisão não parece ter nenhuma norma que suavize” esta penalização.

Em causa estão deduções gerais familiares que podem trazer um benefício para as famílias na ordem dos 600 euros (300 por sujeito passivo) e a dedução de despesas do agregado com tratamentos de saúde, que, aqui, podem ir até aos 1.000 euros.

O Governo passará também, neste âmbito, a exigir que todas as faturas, para que possam ser deduzidas, passem a ser comunicadas pelo comerciante ou prestador de serviços.

Ou seja, na altura da sua emissão, o contribuinte terá de fornecer o seu número fiscal, para que esta seja depois comunicada electronicamente ao Fisco.

Com esta medida as declarações de IRS são, em grande parte, automaticamente preenchidas – desde que os comerciantes comuniquem os valores, claro ...

Jazz Instrumental... para ajudar a estudar...

Nada como o Jazz para ajudar a esquecer que está um lindo dia de Sábado e eu a estudar o diagnóstico pela língua em MTC.

Naturoterapias - Medicinas Tradicionais