Matemática de mendigo..



Um sinal de trânsito muda de estado, em média, a cada 30 segundos (trinta segundos no vermelho e trinta no verde). Então, a cada minuto um mendigo tem 30 segundos para pedir esmola a 5 motoristas  e receber pelo menos de dois deles € 0,20 e faturar em media pelo menos € 0,40 o que numa hora dará: 60 x 0,40 = €24,00.
  
Se ele trabalhar 8 horas por dia, 25 dias por mês, num mês terá faturado: 25 x 8 x € 24,00 = € 4.800,00.

Será que isso é uma conta maluca?
 
Bom, 24 euros por hora é uma conta bastante razoável para quem está no sinal, uma vez que, quem doa nunca dá somente 20 cêntimos e sim 30, 50 e às  vezes até 1 Euro.

Mas, tudo bem, se ele faturar a metade: € 12,00 por hora terá € 2.400,00 no final do mês.
 
 Ainda assim, quando ele consegue uma moeda de  €1,00 (o que não é raro), ele pode até descansar tranquilo debaixo de uma árvore por mais 9 viradas do sinal de trânsito, sem nenhum chefe para o censurar por causa
disso.

Mas mesmo considerando que é apenas teoria, vamos ao mundo real.
 
De posse destes dados fui entrevistar uma mulher que pede esmolas, e que vejo sempre a trocar os seus rendimentos numa conceituada padaria da Baixa.
 
Então perguntei-lhe quanto ela faturava por dia.
 
Imaginem o que ela respondeu?
 
É isso mesmo, de 120 a 150 euros em média o que dá (25 dias por mês) x 120 = 3.000 e ela disse que não mendiga 8 horas por dia.
 

 
Moral da História:
 

 
É melhor ser mendigo do que estagiário, ou qualquer licenciado desempregado, ou qualquer trabalhador rural, ou por conta de outrem, a receber o ordenado mínimo.

Esforce-se como mendigo e ganhe mais do que qualquer cidadão trabalhador.
 

 Estude a vida toda e peça esmolas; é mais fácil e melhor que arranjar um emprego.

IRS 2015 - Cuidado com a entrega fora de prazo...



Atraso na entrega do IRS em 2015 anula direito às deduções

Bastará entregar a declaração um dia que seja fora do prazo legal para o contribuinte deixar de poder usar a dedução das despesas gerais familiares e dos gastos com saúde, que podem atingir 1.600 euros.

Um atraso, nem que seja de um dia, na entrega da declaração de IRS terá efeitos drásticos no cálculo do imposto, já que não serão tidas em conta as deduções das despesas gerais ...
Em 2015, se falhar a entrega do IRS nem que seja por 1 dia, com a nova fórmula de cálculo do imposto, as suas deduções das despesas gerais familiares ou de saúde já nada valem.

Esta é primeira alteração drástica introduzida pelo Governo, uma vez que até aqui os contribuintes podiam ‘atrasar-se’ até 90 dias, sem perder este benefício fiscal.
Após esse período, a Administração Fiscal emite nota de liquidação oficiosa com base no que tem conhecimento e desclassifica todas as deduções.

A intenção do Governo, explica o Jornal de Negócios desta segunda-feira, é que as deduções só operem se a declaração for entregue no prazo legal.
Para Ana Duarte, especialista da PwC, este regime é “bastante mais apertado do que o que existe actualmente”.

Com esta alteração, explica Ana Duarte, “será muito mais radical e, à partida, a proposta de revisão não parece ter nenhuma norma que suavize” esta penalização.

Em causa estão deduções gerais familiares que podem trazer um benefício para as famílias na ordem dos 600 euros (300 por sujeito passivo) e a dedução de despesas do agregado com tratamentos de saúde, que, aqui, podem ir até aos 1.000 euros.

O Governo passará também, neste âmbito, a exigir que todas as faturas, para que possam ser deduzidas, passem a ser comunicadas pelo comerciante ou prestador de serviços.

Ou seja, na altura da sua emissão, o contribuinte terá de fornecer o seu número fiscal, para que esta seja depois comunicada electronicamente ao Fisco.

Com esta medida as declarações de IRS são, em grande parte, automaticamente preenchidas – desde que os comerciantes comuniquem os valores, claro ...

Jazz Instrumental... para ajudar a estudar...

Nada como o Jazz para ajudar a esquecer que está um lindo dia de Sábado e eu a estudar o diagnóstico pela língua em MTC.

As 50 sombras de Grey na prática...


Três amigas depois de verem o filme passaram á acção, uma noiva, uma casada e uma amante decidiram fazer uma brincadeira: seduzir os seus homens usando uma capa, corpete de couro, máscara nos olhos e botas de cano alto, para depois dividir a experiência entre elas.

No dia seguinte, a noiva iniciou a conversa:
- Quando meu namorado me viu usando o corpete de couro, botas com 12 cm de salto e máscara sobre os olhos, olhou intensamente e disse:
'Você é a mulher da minha vida, eu te amo'. Fizemos amor apaixonadamente.

A amante contou a sua versão:
- Encontrei o meu amante no escritório, com o equipamento completo! Quando abri a capa, ele não disse nada, agarrou-me e fizemos amor a noite toda, na mesa, no chão, de pé, na janela, até no hall do elevador!

 Aí a casada contou a sua história:
 - Mandei as crianças para a casa da minha mãe, dei folga á empregada, fiz a depilação completa, arranjei as unhas, escovei o cabelo, passei creme no corpo inteiro, perfume em lugares estratégicos e caprichei: capa preta, corpete de couro, botas com salto de 15 cm, máscara sobre os olhos e um batom vermelho que nunca tinha usado. Para incrementar, comprei uma calcinha de lycra preta com um lacinho de cetim no ponto G. Apaguei todas as luzes da casa e deixei só velas iluminando o ambiente.
O meu marido chegou, olhou-me de cima a baixo e disse:

Então Batman, o jantar já está pronto?
 

Naturoterapias - Medicinas Tradicionais