Al Qaeda vegetal…

Atentado ou negócio?

A situação económica e social da Europa potencia o aparecimento de “atentados” embuçados sob as formas mais bizarras.

Agora são os vegetais que sem perda de tempo foram acusados de terrorismo, vindos do sul ou seja da Península Ibérica.

Primeiros os pepinos, desmentidos pelos rebentos de soja alemães, surgem agora as alfaces e quiçá mais tarde os brócolos.

Sendo a E.Coli a arma que pode ser de destruição massiva levanta-se a a questão da sua origem. Ora sabendo todo o mundo que a dita bactéria abunda no intestino de cada um, será que nós humanos não corremos o risco de invasão por produzirmos uma tão potente arma fecal.

A propósito de fecal, é notoriamente conhecido que as excreções intestinais sempre foram e ainda são, um profícuo adubo na agricultura actual, logo se devem tirar daí as devidas elações se não estaremos perante a manipulação genética do “cócó” para dar mais força e vigor aos vegetais para desta forma resistirem às pragas naturais.

Convenhamos que qualquer manipulação feia pelo homem tem objectivos economicistas e desta vez também não deve fugir à regra.

Assim, procurem-se os manipuladores (económicos!) e encontra-se-ão os criminosos…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Naturoterapias - Medicinas Tradicionais