Comentário ao novo palavrão brasileirês…

Certamente que todos vós notastes, a propósito das eleições para a presidência do Brasil, que a candidata eleita e seus apoiantes fizeram questão de utiliza o nome “presidenta “ , mas o mais curioso é que, se escreverem esta palavra no word, o sistema aceita-a como correcta.

Então em que é que ficamos? A palavra presidente tem feminino ou não?

Rebuscando nos meus canhenhos antigos, por onde estudei, antes deste novo acordo ortográfico, ao qual ainda não consegui adaptar-me, não consegui encontrar o feminino de presidente.

Presidenta? Mas, afinal, de onde vem esta palavra?
Ora, vejamos:
Nos meus velhinhos apontamentos de português existem os particípios activos como derivativos verbais.
Por exemplo: o particípio activo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, etc.

Assim, o particípio activo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.
Daí que, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a acção que um verbo expressa, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.
Portanto, a pessoa que preside é "PRESIDENTE", e não "Presidenta", quer seja do género masculino ou feminino.
Vejam alguns exemplos:

Capela ardente, e não capela "ardenta, estudante e não "estudanta"; adolescente e não "adolescenta"; paciente e não "pacienta".
Ora vejam este texto original

"A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta, numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta."

Gostaram? O novo acordo ortográfico de certeza ainda vai ter mais algumas modificações para universalizarmos ainda mais o disparatês que é escrever a parvalhice da ignorância do povinho inculto que se recusa a estudar e escrever a língua de Camões…

Razão têm os nossos irmãos brasileiros que se estão nas tintas para o que os senhores doutores acham/querem que se escreva e diga a língua portuguesa pois que a sua, a língua brasileira, note-se que digo língua brasileira e não portuguesa, é bem mais rica e elaborada do que aqueles têm a pretensão de os/nos querem ensinar…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Naturoterapias - Medicinas Tradicionais