Poesia Alentejana...



Procurando um caracoli...

Tava eu tirando moncos
Cá da cana do nariz
Enquanto fazia uma mija
Assim tipo... chafariz

Tinha a bexiga tã chêia
Que fiquê lá uma hora
Quando m' assomê em volta
Tinha-s'ido tudo embora

Sacudi o "coiso e tal"
Enquanto coçava a bilha
De tal manêra atascado
C'o entalê na braguilha

Tirê as botas do lodo
Que fizera na mijada
Sacudi tamém as calças
sempre com ela entalada

Pedi ajuda à Ti Micas
Que cerca dali morava
Mas depilou-me os tomates
Ca força com c'a puxava

Ensanguentado da pila
Fui aos tombos pelo monti
Vomitando quasi as tripas
Nã sêi se queres que te conti

Comera dôis pães de quilo
C´um garrafão p'rájudari
Nâ admira ter tado
Três horas a vomitari

Detê-me na palha fresca
Para ver se descansava
Enterrê-me logo em bosta
Da vaca c'ali pastava

E foi assim qu'essa tarde
Conheci um caracoli
Dêtados os dois na palha
C'os cornos secand'ó soli


Sem comentários:

Enviar um comentário

Naturoterapias - Medicinas Tradicionais